terça-feira, 3 de janeiro de 2012

São Silvestre de Lisboa 2011


Dia 31 de Dezembro, participei pela primeira vez na São Silvestre de Lisboa. Há chegada aos Restauradores, deparei-me com um ambiente fenomenal.
O objectivo que eu tinha previsto era de concluir a prova em 55 minutos, mas logo desfeito pela ambição do Corredor de Domingo, que me disse que era para ser feito abaixo dos 50. Olhei para o ambiente e concordei (mais uma vez a estupidez apoderou-se do meu corpo). Desloquei-me para a minha porta (sub 60), visto que o melhor e único tempo aos 10K era o da Corrida do Tejo. Juntei-me ao Filipe e esperamos pelo sinal de Partida.
Após o Sinal de partida, já nada havia a fazer, o objectivo estava colocado e o ritmo também. Tudo corrida dentro dos planeado até que chegamos há avenida da Liberdade, comecei a quebrar, mas mantive sempre na ideia o objectivo final.
Resumindo, grande esforço, grande sacrifício, mas o objectivo foi atingido 48:20 (tempo do chip). Apesar do cansaço e das dores, estava bastante contente.
Agora, novo Ano e Mais do mesmo, treinos e mais treinos que a Meia Maratona de Lisboa está ai a porta e é para participar.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Corridas, treinos e muito mais


Dia 23.10.2011, Corrida do Tejo, foi a prova que escolhi para voltar á competição. Estava nervoso e ansioso, pois já não competia há bastante tempo. O percurso de Comboio até a partida, foi atribulado e bem apertado (visto o mesmo estar cheio de corredores).
Na zona de partida, a animação era grande, muitos atletas, todos vestidos a rigor com a bela t-shirt dorsal. Dei uma volta pela rua, para me aperceber do que me esperava. Pouco antes da hora de início, aproximei-me da minha porta de partida (última porta, sinónimo de lento ou que nunca tinha feito nenhuma corrida) e deixei-me levar um pouco pela animação que nos rodeava.
Assim que a corrida começou, logo me apercebi, que os primeiros quilómetros só iriam servir para andar ou correr a passo, mas o objectivo definido era simples, acabar abaixo da hora. Coloquei o meu ritmo e comecei a correr… a paisagem e a animação, embelezavam ainda mais aquela prova.
Tudo estava a correr bem até ao último quilometro, comecei a sentir as pernas pesadas e sem ritmo, lutei contra o cansaço, pois sabia que estava prestes a conseguir atingir o objectivo pretendido, e assim foi 58:08.
Mal tinha acabado esta prova e já estava a ser desafiado para outra, o GP da Cruz de Pau. Ainda um pouco emocionado por ter acabado a prova, perguntei ao Filipe Fidalgo, por informações sobre essa prova, na qual ele me respondeu que eram 13 Km planos. Sem pensar 2 vezes inscrevi-me para a mesma.
No dia 30.10.2011, GP da Cruz de Pau, 13 km, distancia nunca tinha corrido, nem sequer pensava correr naquela altura.
Desloquei-me até a casa do Filipe Fidalgo e logo ali fiquei a saber que iríamos ter a companhia nesta corrida de mais 3 amigos Vítor Veloso ( http://correrumavirtudeviciosa.blogspot.com), Pedro Ferreira ( http://cunboston.blogspot.com) e Paulo Sousa. Após uma pequena apresentação, logo fiquei a saber que tinha uma enorme montanha para escalar se os queria acompanhar, mas não desanimei. Eu e o Filipe ficamos na linha de partida, enquanto os outros foram aquecer mais um pouco.
Há hora da partida, mais uma vez fiquei para traz (desta vez por opção ), e preferi colocar o ritmo que previamente tinha idealizado. Como era de esperar, o Filipe e o Vítor, depressa arrancaram por ali fora, o Pedro desmarcou-se de mim e do Paulo e seguiu a sua corrida. 1:14:00, tempo final, fui o último do grupo (nada que não se estivesse a espera), mas estava contente, tinha conseguido superar-me.
Recuperado da corrida, comecei a treinar e a preparar-me para o próximo objectivo, GP da Arrábida, na preparação para a prova, atingi alguns dos meus objectivos pessoais, como ir do Pinhal Novo a Setúbal a correr, a meta dos 15 Km e a dos 20 Km. Sabia que a corrida era dura, preparei-me o melhor possível. A corrida foi mais dura do que tinha previsto, o caminho até a meta foi duro e deixou marcas, mas mais vez tinha acabado 1:11:26.
Na preparação para a corrida de São Silvestre de Lisboa, surgiu a oportunidade de mais uma vez ir correr em casa, São Silvestre do Sado 2011, a minha primeira prova a noite. Mais uma vez um ambiente espectacular, como em todas as outras. Eu e o Paulo Gandum (pessoa que me desafiou para esta corrida), demos uma pequena volta pelo percurso, para que eu ficasse a conhecer o mesmo. A corrida ia animada devido as 2 metas volantes que se encontravam nos 4 primeiros Km, sentia-me bem e deixei-me ir 48:02, foi o tempo oficial, estava radiante. Após a corrida tivemos direito a um belo caldo Verde que serviu para aquecer o corpo.
Assim com estas palavras acabo o ano... dia 31 de Dezembro irei estar na São Silvestre de Lisboa, mas isso já será uma crónica para colocar no próximo ano.

Boas Festas para todos.
P.S.: De futuro prometo ter muito mais atenção há escrita, mas queria mesmo colocar as minhas corridas deste ano até ao final do mesmo.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

E no início foi assim….


Tudo começou quando num dia, o meu amigo Ricardo me desafiou para uma pequena corrida no Jardim de Vanicelos. Efetuamos várias corridas e o gosto por este desporto voltou. Como antigo corredor, este bicho nunca me abandonou, ficando somente adormecido.
Falando com o meu colega Filipe Fidalgo (http://corredordedomingo.blogspot.com/), comecei a ter mais vontade de progredir e de me juntar a este nas suas corridas. Num certo dia, veio há conversa uma tal de Corrida do Tejo e ficou logo ali decidido que eu iria participar, começando assim a minha viagem até ao objetivo final: a Maratona